domingo, 18 de dezembro de 2011

BASTIDORES DA PEÇA - ENSAIOS

video
VALE A  PENA RIR UM POUCO...
FOI CANSATIVO MAS NOS DIVERTIMOS TAMBEM...
SAUDADE...

TEATRO AJES: A BOLSA AMARELA - FESTIM MUNICIPAL

TUDO COMEÇOU COM  INDICAÇÃO DA LEITURA DO LIVRO: "A BOLSA AMARELA" DE LYGIA BOJUNGA, NA DISCIPLINA DE PTL - LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL, NA AJES -FACULDADES DO VALE DO JURUENA.
NO PRIMEIRO SEMESTRE A TURMA DE PEDAGOGIA RESOLVEU CRIAR UMA PEÇA PARA APRESENTAR NA FACULDADE, POR TER GOSTADO MUITO DO LIVRO.
FEITO A ADAPTAÇÃO, COMEÇARAM OS ENSAIOS. FOI APRESENTADO PARA ALGUMAS TURMAS DA FACULDADE, PORÉM SEM GRANDE PREPARAÇÃO.
NO SEGUNDO SEMESTRE HOUVE O ENVOLVIMENTO DE OUTRAS TURMAS PARA APRIMORAR A PEÇA TEATRAL COM ACADÊMICOS DE MATEMÁTICA E GEOGRAFIA QUE TAMBEM LERAM O LIVRO, ALÉM DE OUTRAS INDICAÇÕES.
TEVE-SE A IDÉIA ENTÃO DE REPRESENTAR A FACULDADE NO FESTIM MUNICIPAL, ALÉM DE DIVULGAR OS CURSOS.









O RESULTADO FOI O TROFÉU ACIMA E MEDALHAS.
ENSAIAMOS MUITO, NOS DOMINGOS, FERIADOS, NOITE, DIA... ARRUMAMOS O FIGURINO, O ACADÊMICOANTÔNIO ROGÉRO (GEOGRAFIA I) FEZ O CENÁRIO, E A JÉSSICA (LETRAS IV) FEZ A MAQUIAGEM... TUDO ENSAIADO E O RESULTADO FOI ÓTIMO.
PARABÉNS AOS ACADÊMICOS, PELA DEDICAÇÃO! AOS JÁ CITADOS E AOS ACADÊMICOS: ANA (RAQUEL), EVERTON (GALO REI), SILVIANI (ALFINETE DE FRALDA), JUCIÂNIA (ZÍPER), SIBALDO (VENDEDOR), ELIANE (MÃE), WESLEY (PAI), RAYANE (GUARDA-CHUVA),  E A JÉSSYCA (SONOPLASTA).
A PEÇA FOI UM SUCESSO, O PÚBLICO SE DIVERTU E RIU MUITO...
NOSSO TRABALHO VALEU A PENA!
VAMOS COM TUDO, E QUEM SABE, O ANO DE 2012 SEJA PERFEITO PARA QUE O NOSSO PROJETO TENHA CONTINUIDADE.
BEIJOS! PROFESSORA KATIA

terça-feira, 11 de outubro de 2011

ERROS POPULARES!! LEGAL!

Expressões Redundantes - CUIDADO!!!!

VOCÊ ALGUMA VEZ JÁ FALOU, VOU SUBIR PARA CIMA, OU DESCER PARA BAIXO???
ALGUMAS EXPRESSÕES QUE USAMOS AO FALAR PODEM SE TORNAR "INCORRETAS" OU SIMPLESMENTE MUITO FEIO...
OBSERVE ALGUNS EXEMPLOS E VEJA SE POR ACASO NÃO COMETE NENHUMA DESSAS GAFES...
"Eu e minha irmã repartimos o chocolate em METADES IGUAIS."Ao dividir algo pela metade, as duas partes só podem ser "iguais"!


"O casal ENCAROU DE FRENTE todas as acusações."Seria possível que eles encarassem "de trás"?


"A modelo ESTREOU seu vestido NOVO."Seria possível que ela estreasse um vestido "velho"?


"Adoro tomar CANJA DE GALINHA."Se é canja que você toma, só pode ser "de galinha"!


"O estado EXPORTOU PARA FORA menos calçados este ano."E como ele poderia fazer para exportar para "dentro"?


"Quando AMANHECEU O DIA, o sol brilhava forte."Você já viu amanhecer a "noite"?


"Tiradentes teve sua CABEÇA DECAPITADA."Alguém já viu um "pé" ser decapitado? Decapitação só existe da cabeça mesmo!


"A criança sofreu uma HEMORRAGIA DE SANGUE e foi parar no hospital."
Todas as hemorragias são "de sangue"!



"HÁ muito tempo ATRÁS fui à Portugal."A forma verbal já indica que o tempo é no passado.


"Ela é LOUCA DA CABEÇA!"
Você já viu algum louco do "pé"?



"O rapaz se INFILTROU DENTRO da festa sem ser convidado."O verbo infiltrar já indica "para dentro".


"Pessoal, não vamos ADIAR PARA DEPOIS esta reunião!"
O verbo adiar já indica que é "para depois".



"Será que tenho OUTRA ALTERNATIVA?"A palavra alternativa significa "outra opção". A forma correta seria: "Será que tenho alternativa?"
(obs. só não vale para o nome do nosso colégio em Juina, Ceja Alternativo! rsrsrsrsrrs)


"Eu e meu marido CONVIVEMOS JUNTOS durante dois anos."O verbo conviver já expressa a idéia de "viver com", "junto".


"A professora ACRESCENTOU MAIS UMA idéia ao projeto."Será que ela poderia acrescentar "menos" uma idéia?

O xerox ou a xerox? / "xérox ou xeróx" ??

O xerox  ou  a xerox? Tanto faz. As duas formas são aceitas.
Por Exemplo: Peguei o xerox que a professora solicitou.

Isso tambem vale para a pronúncia em que se dê maior ênfase ou no E ou no O...

Certo?

PRONOMES - Quando usar e como?

Os pronomes demonstrativos indicam a posição de um ser qualquer em relação às pessoas do discurso, situando-os no tempo, no espaço e no pensamento. Os pronomes demonstrativos também podem ser flexionados em gênero, número e pessoa. Para cada uma das formas do discurso, há um demonstrativo neutro, invariável, que são: isto, isso, aquilo.
Para esclarecer quando devemos usá-los é preciso citar algumas regras, visto que há mais de um aspecto a ser considerado, tais como:

- Com relação à localização de seres no espaço:
a) Devemos usar "ESTE" (esta, isto) se estivermos nos referindo a algo que está perto da pessoa que está falando. Por exemplo:
Este meu casaco está desbotado.
Ganhei este anel do meu namorado.
Supõe-se que o casaco e o anel estão próximos de quem fala, por isso empregamos o pronome demonstrativo "este".

b) Devemos usar "ESSE" (essa, isso) se estivermos nos referindo a algo que está próximo da pessoa com quem se fala. Por exemplo:
Por favor, alcance-me esses livros que estão à sua frente.
Você vai sair com esse tênis?

c) Devemos usar "AQUELE" (aquela, aquilo) quando estivermos nos referindo a algo que está distante de quem fala e de quem escuta. Por exemplo:
Quero aquela boneca que está em cima do armário.
Aquele olhar me fascina!

- Com relação ao tempo:
a) Devemos usar o pronome demonstrativo "ESTE" e suas flexões com relação ao tempo presente ou ao tempo decorrente. Por exemplo:
Este ano compraremos um carro.
Quero que este verão seja menos quente que os outros verões.
Esta tarde estou feliz.

b) Devemos utilizar o pronome demonstrativo "ESSE" e suas flexões com o  tempo passado ou futuro próximo em relação à época em que a pessoa fala. Por exemplo:
Esse foi o dia que ocorreu o incêndio.
Esses dias encontrei Joana na rua.
Ano passado tive graves problemas de saúde. Não gosto de me lembrar desse ano.
Essa noite será especial para todos.

c) Devemos utilizar "AQUILO" e suas flexões para nos referirmos a um passado distante. Por exemplo:
Tenho saudades da minha infância, aquele sim era um tempo bom.
Conheci meu marido em um baile há 25 anos, aquela foi a melhor festa de minha vida.
Naqueles tempos não havia tanta corrupção.

- No discurso, os pronomes demonstrativos são eficientes elementos de coesão entre o que se está falando e o que já foi dito ou irá dizer adiante. Devemos usar "ESTE" e suas flexões para adiantar o que se vai dizer ou para remeter a um termo imediatamente anterior. Por exemplo:
Nossa cidade está com muitos problemas, dentre os quais estes: falta de iluminação, de segurança e de saneamento básico.
Você conhece estes versos: "Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá..."?
Não sei qual o melhor lugar para morar: zona rural ou zona urbana? Acho que esta (última = zona urbana) oferece mais opções de trabalho e estudo.
Quando falei com Maria, esta ficou extremamente feliz.

- Outro caso importante ocorre quando queremos retomar elementos já mencionados utilizando os pronomes demonstrativos. Por exemplo:
O amor, o respeito e a gratidão devem fazer parte da vida do homem. Aquele, por impedir o ódio, esse, por demonstrar educação e este por promover a solidariedade.

- Na elaboração de cartas, os pronomes demonstrativos "ESTE", "ESTA" referem-se ao local em que se encontra quem está escrevendo a carta. Os pronomes demonstrativos "ESSE", "ESSA" referem-se ao local em que se encontra o destinatário. Por exemplo:
Este município tem o prazer de convidar todos os agricultores dessa cidade para participar da Festa do Moranguinho.

"Tenho de..." ou "Tenho que?" / "Em vez de" ou "Ao invés de"?

"Em vez de" ou "Ao invés de"?
1 - "Em vez de" indica substituição, troca. Por exemplo:
Em vez de estudar, ficou brincando com os amigos.
Em vez de ir ao cinema, fui ao teatro.
2 - "Ao invés de" indica algo inverso, contrário. Essa expressão supõe uma "oposição". Por exemplo:
Ao invés de ligar os fios na tomada, desligou-os.
Descemos, ao invés de subir.


"Tenho de..." ou "Tenho que?"
1 - Usa-se "Tenho de" quando o sentido for de obrigação, necessidade, desejo ou interesse. Por exemplo:
Temos de lutar por nossos direitos.
O diretor da escola terá de dar explicações sobre o aumento de seu salário.
O expediente tem de acabar as seis horas da tarde.
Eles tinham de avisar a mãe que iriam sair.
O gerente teve de indenizar todos os ex-funcionários.
2 - Usa-se "Tenho que" para expressar possibilidade. Por exemplo:
Talvez você tenha que buscar sua irmã na escola hoje.
É possível que ele tenha que fazer uma operação.

"Conserto" ou "Concerto"? / "A moral" ou "O moral"?

"Conserto" ou "Concerto"?1 - "Conserto" significa reparo. Por exemplo: Precisamos mandar consertar o carro.
Meu pai consertou a mesa que havia quebrado. / A televisão está no conserto.
2 - "Concerto" significa sessão musical, consonância de sons ou vozes. Por exemplo: Fomos assistir a um concerto de ópera.
Vamos a um concerto de piano no teatro da cidade.


"A moral" ou "O moral"?
A moral é o conjunto das normas de conduta, os princípios que regem os bons costumes de uma sociedade, são os costumes que são convencionados como válidos. Por exemplo:
Respeite a moral de nossa cidade.
A moral também pode significar a conclusão ou o propósito de algum fato. Por exemplo: Qual foi a moral da piada que ele contou?

"Imigrante" ou "Emigrante"? / "Cumprimento" ou "Comprimento"?

"Imigrante" ou "Emigrante"?
Chamamos de "imigrante" o indivíduo que entra em um país, vindo de outro. Por exemplo:
Manoel nasceu em Portugal, portanto aqui no Brasil ele é considerado imigrante.
Alguns imigrantes mexicanos que moram nos Estado Unidos terão que voltar para o México.
Os indivíduos que saem do país onde nasceram e vão morar em outro são considerados "emigrantes" em seu país de origem. Por exemplo:
João é considerado emigrante aqui no Brasil desde que foi morar na Espanha.


"Cumprimento" ou "Comprimento"?
Cumprimento é o ato de cumprimentar, saudar alguém. Por exemplo:
Fernanda encontrou sua amiga e a cumprimentou pela aprovação no vestibular.
Ontem passei por meu ex-namorado na rua, mas não o cumprimentei, fingi que não o vi.
Comprimento é a medida de alguém ou de alguma coisa. Por exemplo:
A professora perguntou qual era meu comprimento e eu disse a ela que meço 1,60m.
Qual o comprimento desta faixa?

"Sessão", "Seção" ou "Cessão"?

"Sessão", "Seção" ou "Cessão"?
1 - "Sessão" supõe uma reunião de pessoas (sessão de cinema, sessão espírita, sessão da assembléia...). Por exemplo:
Os ingressos para a sessão do cinema estavam esgotados.
Fernanda foi à sessão espírita.
A sessão da assembléia com todos os deputados foi transferida para o próximo mês.
2 - "Seção" supõe uma divisão, uma repartição (seção de compras, seção de vendas...).Por exemplo:
Vá até à seção de atendimento ao cliente.
Este andar é o da seção de informática.
Estou na seção de roupa infantil.
3 - "Cessão" é o ato de ceder alguma coisa. Por exemplo:
Cessão de bens (cedência de bens)
Cessão de direitos (cedência de direitos)

"Viajem" ou "Viagem"? / "Onde" ou "Aonde"?

"Viajem" ou "Viagem"?
Cuidado com essa palavra! O verbo " viajar" é com "j": eu viajo, tu viajas, eles viajaram, que ele viaje...
Mas o substantivo viagem é sempre escrito com "g". Por exemplo:
Nossa viagem estava maravilhosa.
No próximo verão faremos uma viagem para a Europa.
A viagem foi muito demorada.



"Onde" ou "Aonde"?
1 - "Onde" indica o lugar em que algo ou alguém está. Refere-se, normalmente, a verbos que indicam estados de permanência. Equivale à expressão "em que lugar". Por exemplo:
Onde está seu filho?
Onde iremos nos hospedar?
Não sei onde ficaremos nas férias de inverno.
Onde você estacionou o carro?
2 - "Aonde" indica movimento, aproximação. Equivale à expressão "a que lugar". Por exemplo:
Aonde ele vai?
Aonde você quer chegar?
Aonde devo ir para comprar esses produtos?
Não sei aonde ir para vê-la.

VOCÊ SABE A DIFERENÇA ENTRE "TU" E "VOCÊ"?

Vocês sabem a diferença entre tu e você?
Acham? Então leiam essa.

O Diretor Geral de um Banco, estava preocupado com um jovem e brilhante Diretor, que depois de ter trabalhado durante algum tempo com ele, sem parar nem para almoçar, começou a ausentar-se ao meio-dia.

Então o Diretor Geral do Banco, chamou um detetive e disse-lhe:
- Siga o Diretor Lopes durante uma semana, durante o horário de almoço.

O detetive, após cumprir o que lhe havia sido pedido, voltou e informou:
- O Diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o seu carro, vai a sua casa almoçar, faz amor com a sua mulher, fuma um dos seus excelentes cubanos e regressa ao trabalho.

Responde o Diretor Geral:
- Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso.

Logo em seguida o detetive pergunta:
- Desculpe. Posso tratá-lo por tu?
- Sim, claro respondeu o Diretor surpreendido!
- Bom então vou repetir:

O Diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o teu carro, vai a tua casa almoçar, faz amor com a tua mulher, fuma um dos teus excelentes cubanos e regressa ao trabalho.

A língua portuguesa é mesmo fascinante!

EU EM SALA - M. Rondon - AULA DINÂMICA... PASSEIO COM OS ALUNOS

NOSSA! HAJA FÔLEGO PARA ACOMPANHAR TANTA ENERGIA DESSA GAROTADA!
RESOLVI FAZER UMA AULA AO AR LIVRE, UM PASSEIO PARA REGISTRAR AS PAISAGENS, CORES, ANIMAIS, FRUTAS... TUDO O QUE SERIA POSSÍVEL VER, OS ALUNOS ANOTARAM NO CADERNO E DEPOIS FIZERAM A TRANSCRIÇÃO DAS PALAVRAS PARA O INGLÊS! É... ESTÃO PENSANDO QUE É SÓ PASSEAR GURIZADA? TEM QUE ESTUDAR TAMBEM! HEHHEHE
 SAÍDA DA ESCOLA
 ÊTA LIBERDADE!


 UM "DESCANSINHO"!!!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Piadinha de último gosto _Respostas de alunos (desinteressados)

*ENCICLOPÉDIA*
 
 
 
As melhores frases dos piores alunos :
 
 
 
*O metro é a décima milionésima parte de um quarto do meridiano
terrestre e para o cálculo dar certo arredondaram a Terra! *
 
*O cérebro humano tem dois lados, um para vigiar o outro.*
 
*O cérebro tem uma capacidade tão grande que hoje em dia, praticamente,
toda a gente tem um.*
 
*Quando o olho vê, não sabe o que está a ver, então ele amanda uma foto
eléctrica para o cérebro que lhe explica o que está a ver.*
 
*O nosso sangue divide-se em glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e até
verdes!
 
 
*Nas olimpíadas a competição é tanta que só cinco atletas chegam entre
os dez primeiros.*
 
*O teste do carbono 14 permite-nos saber se antigamente alguém morreu.*
 
*Antes mesmo da guerra a mercedes já fabricava volkswagen.*
 
*Pedofilia é o nome que se dá ao estudo dos pêlos.*
 
*O pai de D. Pedro II era D. Pedro I, e de D. Pedro I era D. Pedro 0*
 
*Nos aviões, os passageiros da primeira classe sofrem menos acidentes
que os da classe económica.*
 
*O índice de fecundidade deve ser igual a 2 para garantir a reprodução
das espécies, pois precisa-se de um macho e uma fêmea para fazer o bebé.
Podem até ser 3 ou 4, mas chegam 2.*
 
*O homossexualismo, ao contrário do que todos imaginam, não é uma
doença, mas ninguém quer tê-la. *
 
*Em 2020 a caixa de previdência já não tem dinheiro para pagar aos
reformados, graças à quantidade de velhos que não querem morrer.*
 
*O verme conhecido como solitária é um molusco que mora no interior, mas
que está muito sozinho.*
 
*Na segunda guerra mundial toda a Europa foi vítima da barbie (queria
dizer, decerto, barbárie) nasista.*
 
*Cada vez mais as pessoas querem conhecer a sua família através da
árvore ginecológica.*
 
*O hipopótamo comanda o sistema digestivo e o hipotálamo é um
bicho muito perigoso.*
 
*A Terra vira-se nela mesma, e esse difícil movimento chama-se arrotação.*
 
*Lenini e Stalone eram grandes figuras do comunismo na Rússia.*
 
*Uma tonelada pesa pelo menos 100Kg de chumbo.*
 
*Quando os egípcios viam a morte a chegar, disfarçavam-se de múmia.*
 
*Uma linha recta deixa de ser recta quando encontra uma curva.*
 
*O aço é um metal muito mais resistente do que a madeira.*
 
*O porco é assim chamado porque é nojento.*
 
*A fundação do Titanic serve para mostrar a agressividade dos ice-bergs.*
 
*Para fazer uma divisão basta multiplicar subtraindo.*
 
*A água tem uma cor inodora.*
 
*O telescópio é um tubo que nos permite ver televisão de muito longe.*
 
*O Marechal António Spínola é conhecido principalmente por estar no
dicionário.*
 
*A idade da pedra começa com a invenção do Bronze.*
 
*O sul foi posto debaixo do norte por ser mais cómodo.*
 
*Os rios podem escolher desembocar no mar ou na montanha.*
 
*A luta greco-romana causou a guerra entre esses dois países.*
 
*Os escravos dos romanos eram fabricados em África, mas não eram de boa
qualidade.*
 
*O tabaco é uma planta carnívora que se alimenta de pulmões.*
 
*Na Idade Média os tractores eram puxados por bois, pois não tinham
gasolina.*
 
*A baleia é um peixe mamífero encontrado em abundância nos nossos rios.*
 
*Quando dois átomos se encontram, vai dar uma grande merda.*
 
*Princípio de Arquimedes: qualquer corpo mergulhado na água, sai
completamente molhado.*
 
*Newton foi um grande ginecologista e obstetra europeu que regulamentou
a lei da gravidez e estudou os ciclos de Ogino-Knaus.*
 
*Pergunta: Em quantas partes se divide a cabeça?
Resposta: Depende da força da cacetada.*
 
*A trompa de Eustáquio é um instrumento musical de sopro, inventado pelo
grande músico belga Eustáquio, de Bruxelas.*
 
*Parasitismo é o facto de um gajo não trabalhar e viver à 'pala' dos
outros, de dinheiro, cigarros e outros bens materiais.*
 
*Ecologia é o estudo dos ecos, isto é, da ida e vinda dos sons.*
 
*A Biologia é o estudo da saúde. E para beneficiar a saúde é que foi
inventado o biotónico.*
 
*As constelações servem para clareficar a noite.*
 
*Ao princípio os índios eram muito atrasados mas com o tempo foramse
sifilizando.*
 
*O Convento dos Capuchos foi construído no céculo 16 mas só no céculo 17
foi levado definitivamente para o alto do monte.*
 
*A História divide-se em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais
estudada hoje*
 
*A Bigamia era uma espécie de carroça dos gladiadores, puchada por dois
cavalos.*
 
*As aves teem na boca um dente chamado bico.*
 
*A Terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados do mundo.*

Texto: O abraço -segundo um matuto

Tecnologia do Abraço !!!  
A tecnologia do abraço, por um matuto mineiro...
   
O matuto falava tão calmamente, que parecia medir, analisar e meditar sobre cada palavra que dizia...
- É... das invenção dos homi, a que mais tem sintido é o abraço.
O abraço num tem jeito di um só aproveitá!
Tudo quanto é gente, no abraço, participa uma beradinha....
Quandu ocê tá danado de sodade, o abraço de arguém ti alivia...
Quandu ocê tá cum muita reiva,
vem um, te abraça e ocê fica até sem graça de continuá cum reiva...
Si ocê tá feliz e abraça arguém, esse arguém pega um poquim da sua alegria...
Si arguém tá duente, quandu ocê abraça ele, ele começa a miorá,
i ocê miora junto tamém...
Muita gente importante e letrado já tentô dá um jeito de sabê
purquê qui é, qui o abraço tem tanta tequilonogia, mas ninguém inda discubriu...
Mas, iêu sei! Foi um ispirto bão de Deus qui mi contô...
Iêu vô contá procêis u qui foi quel mi falô:
O abraço é bão pur causa do Coração...
Quandu ocê abraça arguém, fais massarge no coração!...
I o coração do ôtro é massargiado tamém!
Mas num é só isso, não... Aqui tá a chave do maió segredo de tudo:
É qui, quandu nois abraça arguém, nóis fica cum dois coração no peito!...  
               
        INTONCE... UM ABRAÇU PRÔ CÊ QUI É MEU AMIGU !!!!
 
(Autor desconhecido
)

FRASES PRECIOSAS DO FUTEBOL

OLÁ PESSOAL!
ÀS VEZES QUANDO ASSISTO AS REPORTAGENS FUTEBOLÍSTICAS ACHO MUITA GRAÇA... AS AS ENTREVISTAS... SÃO DO TIPO REPETITIVAS:
"DAMOS O MELHOR MAS AS COISAS NÃO SAÍRAM COMO A GENTE QUERIA..."
"NÓS ENFRENTAMOS OS ADVERSÁRIOS COM GARRA, ACHO QUE MERECEMOS A VITÓRIA..."
POIS BEM... RECEBÍ UM E-MAIL COM OUTRAS FRASES E QUERO COMPARTILHAR:

'Chegarei de surpresa  dia 15, às duas da tarde, vôo 619 da VARIG.'(Mengálvio, ex-meia do Santos, em telegrama à família quando  em excursão à Europa)


'Que interessante, aqui no Japão só tem  carro importado.' (Jardel, ex-atacante do Grêmio)

'As  pessoas querem que o Brasil vença e ganhe.' (Dunga, em entrevista ao programa Terceiro  Tempo)


'O novo apelido do Aloísio é CB, Sangue  Bom.' (Souza, meio-campo do São Paulo, em uma entrevista ao Jogo Duro)

'A partir de agora o meu coração só tem uma cor: vermelho  e preto.'
(Jogador Fabão,  assim que chegou no Flamengo)


'Eu peguei a bola no meio de campo e fui fondo, fui  fondo, fui fondo e chutei pro gol.' (Jardel, ex- jogador do Vasco e Grêmio, ao relatar
ao repórter  o gol que tinha feito)

'A  bola ia indo, indo, indo... e iu!' (Nunes, jogador do Flamengo da década de 80)

'Tenho o maior orgulho de jogar na terra  onde Cristo nasceu.'
(Claudiomiro,  ex-meia do Inter de Porto Alegre, ao chegar em Belém do Pará para  disputar uma partida contra o Paysandu, pelo Brasileirão de 72)

'Nem que eu tivesse dois  pulmões eu alcançava essa bola.' (Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe  longo)

'No México que é bom.  Lá a gente recebe semanalmente de 15 em 15 dias.' (Ferreira, ex-ponta esquerda do  Santos)

'Quando o jogo está  a mil, minha naftalina sobe.' (Jardel, ex-atacante do Vasco, Grêmio e da  Seleção)

'O meu clube estava  a beira do precipício, mas tomou a decisão correta, deu um passo a  frente.' (João Pinto, jogador do  Benfica de
Portugal)

'Na  Bahia é todo mundo muito simpático. É um povo muito hospitalar..'
 (Zanata, baiano, ex-lateral do  Fluminense, ao comentar sobre a hospitalidade do povo  baiano)

'Jogador tem que ser  completo como o pato, que é um bicho aquático e gramático.' (Vicente Matheus, eterno presidente do  Corinthians)

'O difícil,  como vocês sabem, não é fácil.' (Vicente Matheus)

'Haja o que hajar, o Corinthians vai ser campeão.'  (Vicente Matheus)

'O Sócrates é invendável, inegociável e  imprestável.' (Vicente Matheus, ao  recusar a oferta dos franceses)

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Responsabilidade Social - AJES

LETRAS





                                           GEOGRAFIA

                                        MATEMÁTICA

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

A B surdos e mudos na E D ucação

Absurdos e Mudos na Educação

Se no dito popular  “o verdadeiro surdo é aquele que não quer ouvir”, então o verdadeiro mudo é aquele que não quer falar o que precisa ser dito.
Até quando profissionais da educação continuarão debatendo sobre considerar a realidade do aluno, mas na verdade são mudos na sala de aula para as questões reais e horripilantes do cotidiano do educando?
Chegamos a um ponto que passar o conteúdo programado na grade escolar não tem sentido se não estiver conectado, interligado com o contexto que nos rodeia. Nada adianta o professor encher o quadro de formas geométricas e cálculos se é no corpo de adolescentes que encontramos a mais perfeita geometria ou círculo ”vicioso” de violência estampado em marcas roxas e ferimentos de uma surra por alguém alcoólatra. Ou passar para o aluno todas as gerações artísticas e poéticas historicamente, e pedir para que produza uma poesia sobre o amor, se em sua casa há um casal que está em processo de separação. Ou ainda, usar todos os recursos tecnológicos e visuais em sala em uma aula linda e maravilhosa, se o que ele assiste em casa na televisão é o marido traindo a esposa, pais brigando com os filhos e apanhando deles, professores sendo agredidos verbalmente e feito fantoches nas mãos de indivíduos representados por artistas consagrados como se tudo fosse perfeitamente normal. Você já ouviu falar do ditado que diz: “Nadou,nadou e morreu na praia”? Se professores não usarem argumentos convincentes para formar opiniões críticas, com certeza será uma luta perdida.
O professor atual precisa despertar no educando uma reflexão tão profunda a ponto de que este consiga refletir sobre aquilo que vê ou ouve e consiga distinguir o momento de filtrar o que pode ser aproveitado sem que isso atinja negativamente alguém ou a si próprio. Que mostre ao educando seja ele jovem ou adulto, que certos programas que passam na televisão em horário nobre por exemplo são capazes de fazer de um terrorismo uma simples comédia, e tudo parecer normal. Que propagandas sejam pela TV, internet, jornais, revistas, procuram convencer pessoas de todas as faixas etárias ao consumismo e preconceitos.
Como professores, o que seria importante: Cumprir o conteúdo proposto pela escola? Passar horas tentando ajudar o aluno a somar ou corrigir seus erros ortográficos ou de pontuação em textos, entender uma tabela periódica, um mapa ou palavras em inglês? Somente isso?
Se o objetivo é fazer a diferença na vida do educando, formar opiniões, e outras tantas frases belas que são ouvidas e faladas por profissionais da educação, então que não sejamos mudos, que usemos as aulas já preparadas pelos acontecimentos  e absurdos diários, façamos debates. Também que nossos ouvidos estejam abertos realmente para ouvir o aluno, ouvir não custa nada e é o primeiro passo para conquistar confiança.
Que as dificuldades da profissão não ceguem e nem emudeçam. Que professores sejam lembrados como verdadeiros mestres. Que estudantes percebam através de professores, coordenadores, diretores, apoio, enfim, coisas que em nenhum outro lugar senão na escola há a possibilidade como: reflexão, amor, carinho, conhecimento, união, família, companheirismo, e outras coisas de suma importância que infelizmente são banalizadas por meios comunicativos, visuais e auditivos e tentam de toda forma contaminar e induzir mentes. Absurdo mesmo é o professor “surdo e mudo” em sala, incapaz de fazer refletir, tirar vendas dos olhos e tampões de ouvidos iludidos.


Professora Kátia Fraitag

ARTIGO SOBRE AS MUDANÇAS NA SOCIEDADE E EDUCAÇÃO

A DISCIPLINA E A INDISCIPLINA COMO FATORES FUNDAMENTAIS DE FORMAÇÃO DO ALUNO CRÍTICO NO MUNDO ATUAL

Esta análise baseia-se em um artigo de Mário Sérgio Vasconcelos que relata sobre as mudanças na sociedade atual acontecem rapidamente alterando relações entre as pessoas e influenciando nosso ritmo cotidiano. A inserção feminina no mercado de trabalho restringe a presença no âmbito familiar que passam a depender de instituições que cuidem das crianças.
            Estas mudanças afetam não só as estruturas familiares, mas também os conceitos. Os pais já não sabem quais os caminhos corretos a seguir na educação de seus filhos e as crianças têm comportamentos diferentes da época dos pais. As informações giram de maneira rápida e há uma facilidade enorme a elas devido às novas tecnologias.
As dúvidas dos pais e o comportamento dos filhos refletem-se nas escolas. Logo, os professores encontram dificuldades também. Um dos motivos debatidos no ambiente escolar e nos meios comunicativos modernos diz respeito à ética na escola.
Foi feita uma pesquisa com 756 professores em 5 estados brasileiros sobre indisciplina. Os motivos da indisciplina alencados pelos educadores na pesquisa foram:
·         O comportamento indisciplinar deriva de hábitos da família;
·         Violência transmitida nos meios de comunicação;
·         Condições de desfavorecimento financeiro;
·         Problemas sociais como as drogas;
·         Problemas escolares internos;
·         Despreparo profissional por parte do educador;

Segundo Mário Sérgio Vasconcelos a cerca desses motivos:
     
“ a escola e os professores não podem fazer nada, se vêem desprovidos de mecanismos de atuação e sentem-se isentos de cumprir o seu papel de facilitadores do processo de constituição do sujeito aluno.”

A HISTÓRIA DO HALLOWEEN - 31 DE OUTUBRO


terça-feira, 27 de setembro de 2011

Responsabilidade Social - LETRAS AJES

Aos vinte e quatro dias do mês de setembro de 2011, as turmas de letras III, IV e VI termos, da Instituição de Ensino Superior AJES - Faculdades do Vale do Juruena, juntamente com as professoras Katia  e Suzana, participaram do evento da Responsabilidade Social na praça do Módulo 05, cidade de Juína MT.
Após a escolha do local foi afixada a faixa do curso de Letras e colocado um tapete ao chão com livros espalhados, de diferentes gêneros. Os livros foram disponibilizados pelo coordenador do Curso de Letras Claudio Silveira Maia, a professora Suzana e alguns acadêmicos. Os acadêmicos também trouxeram um jogo da memória com vocabulário de Língua Inglesa. Uma mesa foi posta ao lado com mais livros e expunha dois cartazes afixados pela professora Katia com imagens relacionadas a dois clássicos da Literatura Brasileira: Ubirajara e A Pata da Gazela do escritor José de Alencar. O objetivo seria de duas acadêmicas narrar a história destes dois livros contextualizando com a realidade atual.

As atividades planejadas deram início conforme a chegada das crianças. Sentavam no tapete junto aos acadêmicos que liam as histórias dos livros expostos e escolhidos por elas, fazendo a amostragem das figuras. Outro grupo de acadêmicos responsabilizou-se de brincar com as crianças ensinando-as o Jogo da Memória e as palavras em inglês.
Acadêmicos também promoveram a divulgação do curso de Letras através de panfletos com a descrição de aspectos a cerca do desenvolvimento e preparo que o curso oferece no contexto de várias modalidades profissionais ressaltando assim os benefícios e vantagens do curso. Foi elaborada também uma pesquisa sobre a Qualidade da Educação Básica em Juína. Este material foi elaborado pela professora Suzana.
O objetivo maior esteve centrado em promover a reflexão sobre a importância da leitura e despertar o interesse, além de divulgar o Curso de Letras. Ao avaliar o evento foi possível observar que o objetivo foi alcançado.
ESTÃO DE PARABÉNS TODA A GALERA!!
VALEU A PENA!